sexta-feira, abril 30, 2010

3.2

Será normal ao 32 anos sentirmo-nos cansados? Pergunto a quem os tem, ou teve e ainda se recorda do que foi os ter tido! Tanto ter!
Confesso, sinto-me cada vez mais cansado, e ainda sem filhos ou família própria para cuidar, perspectivas para isso....bem é melhor nem falar...
Noto que estou menos paciente, menos tolerante e o que me preocupa mais, menos sorridente!
Que se fuck!!! Baza mas é beber uns copos com o meu people...Não É todos os dias que se faz 3.2.....

PS: caso pelo menos empate no estádio do Dragão, o Benfica conquista o seu 32º titulo de campeão nacional, seria uma feliz coincidência, e uma forma fantástica de terminar as celebrações do meu 32º aniversário.

o meu / nosso Benfica e o Benfica dos outros


Tenho um amigo meu (E), que quando os colegas de trabalho lhe perguntam pelo "nosso Benfica", ele de imediato lhes responde com um ar muito reprovador "nosso??? O meu Benfica não é igual ao seu!" Pelos dias de hoje, não poderia concordar tanto com esta resposta, na hora que escrevo este post, existe uma fila humana, que dá a volta ao estádio da luz, para comprar bilhete para o ultimo jogo deste campeonato e que se prevê de festa! O nosso Benfica (o meu e o dele) não é igual ao da maioria! O nosso Benfica não tem 6000000 de adeptos, tem bem menos de metade deste número dez % talvez, que são aqueles que fazem sacrifício atrás de sacrifício para o seguir! O nosso Benfica, não tem igual em grau de importância, nem familiares, nem amigos, nem namoradas, são mais importantes que o Benfica. Por falar em namoradas, elas tem duas hipóteses, ou ficam com a mesma doença que nós, e passam a acompanhar-nos para todo o lado onde jogue o Benfica ou habituam-se a programar coisas com as amigas, com os amigos (ou amantes porque ninguém esta livre) elas que façam o que quiserem, não contem é com a nossa presença durante aquelas horas.
O nosso Benfica pode jogar mal, ter equipas de merda, treinadores de merda, que nunca vamos dizer, nunca mais cá volto esta época, se é para o Benfica cair, se é para o Benfica sofrer, nós caímos e sofremos com o Benfica.
Nas derrotas do nosso Benfica, chateio-me com os jogadores, ofendo-os, irrito-me com treinadores mal trato-os, desiludo-me com os dirigentes por não terem tomado as melhores decisões, mas no dia seguinte sorri-o porque sou do Benfica, e para o bem e para o mal, são os meus jogadores, os meus treinadores, e alguns infelizmente os meus dirigentes.
O meu Benfica tem-me feito sofrer, principalmente na ultima década, onde a nível de futebol só ganhou um grande titulo (2004/2005), mas eu sei, eu sabia que tudo isso seria compensado, eu sinto que esta perto o momento, em que como no passado, voltaremos a gritar regularmente....CAMPEÕES

"E vós, ó rapazes, com fogo sagrado, Honrai agora os ases, Que nos honraram o passado!"

1º de Maio, na história....


Dia do Trabalhador (história)
Em 1886, realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos da América.
Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA . No dia 3 de Maio houve um pequeno levantamento que acabou com uma escaramuça com a polícia e com a morte de alguns manifestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, tendo terminado com o lançamento de uma bomba por desconhecidos para o meio dos policiais que começavam a dispersar os manifestantes, matando sete agentes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.
Três anos mais tarde, a 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1 de Maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serve para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como dia internacional de reivindicação de condições laborais.
Em 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1 de Maio desse ano dia feriado. Em 1920 a Rússia adota o 1º de Maio como feriado nacional, e este exemplo é seguido por muitos outro países. Apesar de até hoje os estadunidenses se negarem a reconhecer essa data como sendo o Dia do Trabalhador, em 1890 a luta dos trabalhadores estadunidenses conseguiu que o Congresso aprovasse que a jornada de trabalho fosse reduzida de 16 para 8 horas diárias.

Dia do Trabalhador em Portugal
Em Portugal, só a partir de Maio de 1974 (o ano da revolução do 25 de Abril) é que se voltou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e este passou a ser feriado. Durante a ditadura do Estado Novo, a comemoração deste dia era reprimida pela polícia. O Dia Mundial dos Trabalhadores é comemorado por todo o país, sobretudo com manifestações, comícios e festas de carácter reivindicativo, promovidas pela central sindical CGTP-Intersindical (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical) nas principais cidades de Lisboa e Porto, assim como pela central sindical UGT (União Geral dos Trabalhadores). No Algarve, é costume a população fazer pic-nics e são organizadas algumas festas na região.

quinta-feira, abril 29, 2010

«Margem Sul State Of Mind»




http://sicradical.sapo.pt/?v=program&p=a-ultima-ceia&video=2209

quarta-feira, abril 28, 2010

1978

Ano Internacional Antiapartheid, pela ONU.

• 27 de Janeiro - Proclamada a Declaração Universal dos Direitos Animais, pela UNESCO.
• 27 de Fevereiro - A Presidência, a Assembleia e o Governo da República Portuguesa repudiam o pedido do dirigente líbio Muammar al-Gaddafi para a independência da ilha da Madeira, considerada pela Organização de Unidade Africana como pertencendo a África.
• 3 de Março - O corpo de Charlie Chaplin é roubado do cemitério, numa tentativa de extorsão.
• 4 de abril - É realizada a assembléia de constitução da ASSUFMS.
• 11 de junho - O FC Porto vence o Campeonato português de futebol pela primeira vez em vinte anos.
• 25 de Junho - A Argentina conquista pela primeira vez o título da Copa do Mundo de futebol.
• 7 de Julho - Independência das Ilhas Salomão.
• 24 de Julho - A sul-africana Margaret Gardiner é eleita Miss Universo.
• 6 de Agosto - Morre o Papa Paulo VI, depois de 15 anos de pontificado.
• 26 de Agosto - O cardeal Albino Luciani se torna o Papa João Paulo I.
• 28 de Agosto - Alfredo Nobre da Costa substitui Mário Soares no cargo de primeiro-ministro de Portugal.
• 12 de Setembro - Declaração de Alma Ata - Conferência Internacional sobre cuidados primários de saúde.
• 28 de Setembro - Morre o Papa João Paulo I, 33 dias depois de ser eleito.
• 1 de Outubro - Independência de Tuvalu.
• 14 de Outubro - Aberto o canal de desvio do Rio Paraná para permitir o arranque das obras de Itaipu.
• 16 de Outubro - O cardeal Karol Józef Wojtyła, da Polônia, é eleito como Papa João Paulo II.
• 3 de Novembro - Independência da Dominica.
• 14 de Novembro - Fundação da Amil Assistência Médica, no Brasil.
• 16 de Novembro - A argentina Silvana Súarez é eleita Miss Mundo.
• 22 de Novembro - Carlos Mota Pinto substitui Alfredo Nobre da Costa no cargo de primeiro-ministro de Portugal.
• 31 de Dezembro - No Brasil, Ernesto Geisel envia emenda ao congresso para acabar com o AI-5, num passo importante que confirma as promessas de transição lenta e gradual da ditadura para a democracia.
• fazem pela primeira vez 40 graus no alasca
• François Truffaut filma O Quarto Verde.
• Deng Xiaoping inicia reformas na República Popular da China.
• Na Espanha é adotada uma nova Constituição.
• George W. Bush concorre à Câmara dos Representantes e é derrotado pelo democrata Kent Hance.
• A primeira versão de The Hitch Hikers Guide To The Galaxy, de Douglas Adams, é emitida pela Radio 4 da BBC.
• A Grécia adota a sua bandeira atual.
• Bülent Ecevit substitui Süleyman Demirel como primeiro-ministro da Turquia.
• Julio César Turbay Ayala substitui Alfonso López Michelsen como presidente da Colômbia.
• Suicídio em massa dos seguidores do pastor Jim Jones, que tomaram veneno, morrendo cerca de 912 pessoas.
• É criado o avião Boeing 767.
• Primeiro caso de AIDS das Américas.


Nascimentos
• 7 de Janeiro - Jean Charles de Menezes, eletricista brasileiro (m. 2005).
• 7 de Fevereiro - Ashton Kutcher, ator norte-americano.
• 10 de Fevereiro - Henri Castelli, ator brasileiro.
• 1 de Março - Jensen Ackles, ator estadunidense.
• 23 de Março
o David Tom, ator norte-americano.
o Nicholle Tom, atriz norte-americana.
• 10 de Maio - Kenan Thompson, ator e humorista estadunidense.
• 11 de Maio - Laetitia Casta, modelo e atriz francesa.
• 12 de Maio - Amy Sloan, atriz canadense.
• 16 de Maio - André Leal, desenhista brasileiro.
• 10 de Junho - Camila Pitanga, atriz brasileira.
• 11 de Junho - Joshua Jackson, ator norte-americano nascido no Canadá.
• 21 de Junho - Erica Durance, atriz americana que interpreta Lois Lane em Smallville.
• 18 de Julho - Eddie Matos, ator estadunidense.
• 1 de Agosto - Flávia Fontenelle, atriz e dubladora brasileira
• 3 de Agosto - Suzana Alves, atriz brasileira.
• 9 de Agosto - Audrey Tautou, atriz francesa.
• 19 de Agosto - Ana Paula Tabalipa, atriz e apresentadora.
• 25 de Agosto - Kel Mitchell, ator estadunidense
• 31 de Agosto - Regiane Alves, atriz brasileira.
• 6 de Setembro - Natalia Cigliuti, atriz estadunidense.
• 12 de Setembro - Benjamin McKenzie, ator estado-unidense.
• 16 de Setembro - Carolina Dieckmann, atriz brasileira.
• 19 de Setembro - Luisa Mell, apresentadora de televisão brasileira.
• 4 de Outubro - Phillip Glasser, ator estadunidense.
• 6 de Outubro - Samara Felippo, atriz brasileira.
• 11 de Outubro - Miriam Freeland, atriz brasileira.
• 1 de Novembro - Lázaro Ramos, ator brasileiro.
• 6 de Novembro - Daniella Cicarelli, modelo e apresentadora de TV brasileira.
• 12 de Novembro - Alexandra Maria Lara, atriz romena.
• 13 de Novembro - Hsu Wei Lun, actriz taiwanesa (m. 2007).
• 17 de novembro - Rachel McAdams, atriz canadense.
• 24 de Novembro - Katherine Heigl, atriz dos Estados Unidos.
• 25 de Novembro - Taís Araújo, atriz brasileira.
• 29 de novembro - Ludwika Paleta, atriz mexicana.
• 30 de novembro - Gael García Bernal, ator mexicano.
• 12 de Dezembro - Flávia Saddy, dubladora brasileira
• 14 de Dezembro - Ellen Jabour, modelo e apresentadora brasileira.
• 18 de Dezembro - Katie Holmes, atriz norte-americana.
• 29 de Dezembro - Alexis Amore, atriz pornô peruana radicada nos EUA.
• ? - Joana Fartaria, atriz (teatro e cinema) e encenadora portuguesa.

Falecimentos
• 13 de Maio - Jim Jones, líder religioso.
• 25 de Julho - Zanoni Ferrite, ator de teatro e televisão.
• 6 de Agosto - Papa Paulo VI, 263º papa (n. 1897).
• 28 de Setembro - Papa João Paulo I, 264º papa. (n. 1912).
• 10 de Dezembro - Ed Wood, cineasta estadunidense (n. 1924).

"in Wikipédia"
http://pt.wikipedia.org/wiki/1978

Acontecimentos anormais
1 de Maio de 1978, nasci eu…..

Viajem a Liverpool

Chegar a Londres e encontrar um sol brilhante, É algo que tem que ser celebrado. Foi desta forma que fomos (eu e os meus 3 companheiros da primeira parte de viagem), recebidos em terras de sua majestade. Mal saímos do aeroporto (agora que conheço todos, dá para dizer que a portela É uma caixa de fósforos, 20 minutos a andar dentro do aeroporto de Gatwic entre desce e sobe, sobe e desce, ate chegar À rua) nota-se logo o traço britânico actual, o cruzar constante de tradição com a modernização, do passado com o contemporâneo.
Londres não era o destino final, assim, os nossos restantes 5 companheiros de viajem (passamos 9) apanharam-nos e lá seguimos nos, em busca da cidade plantada ao lado do rio Mersey.

Liverpool não tem nada haver com Londres, mais pequena, menos universal, e com um sotaque muito carregado, a puxar para um escocês com ruído.
O Aydogan, o meu amigo Inglês que nos guiou e ajudou nesta viajem, alertou-nos que. Em Inglaterra, brinca-se muito com o facto de Liverpool ser das cidades onde o nível de pobreza ser mais elevado, logo ser uma zona onde ocorrem muitos assaltos a viaturas e casas, continuou dizendo, que vimos tantos adeptos do Liverpool na auto estrada, se dever ao facto de que os adeptos dos reds que tem dinheiro para ir ao futebol, não viverem em Liverpool, mas em outras cidades próximas. Não sei até que ponto será verdade, ou se não será fruto das rivalidades clubisticas, já que o Aydogan é adepto do Arsenal.
Chegar a Anfield é fácil, fácil não foi estacionar a nossa carinha próximo do estádio.
Aproximava-se o verdadeiro momento, pelo qual fizemos esta viajem, ver in louco o Benfica, num dos mais míticos estádios do mundo. E se o estádio não impressiona pela sua estrutura, tipicamente À antiga Inglesa, apesar de ter sido renovado À menos de uma década, 15 minutos antes do jogo iniciar, começa-se a perceber, rapidamente enche, e religiosamente toda a gente quer estar lá dentro, para o 1 grande momento da noite, 5 minutos antes do jogo começar, altura em que É cantado o pai nosso de Anfield O You"ll never walk alone, novos velhos, menos novos, menos velhos, toda a gente canta! Assim como o Voo da águia Vitoria, começa a ser falado entre os estrangeiros que visitam a luz, ouvir cantar YNWA, a par das vitorias europeias e mundiais do Liverpool, fizeram de Alfield um estádio mítico para os adeptos de futebol.



Fim de jogo, derrota pesada por 4-1, com um sabor estranho, porque os Ingleses não fizeram um grande jogo, altura para mais uma volta rápida pela cidade, e confortar a alma e a barriga, num dos muitos restaurantes Indianos existentes, a comunidade indiana É enorme, na brincadeira, perguntei ao Aydogan, se não deveriam mudar o nome de Great Britain para Great Indian.
Dormir numa "village" próximo de Chegar a Londres e encontrar um sol brilhante, É algo que tem que ser celebrado. Foi desta forma que fomos (eu e os meus 3 companheiros da primeira parte de viagem), recebidos em terras de sua majestade. Mal saímos do aeroporto (agora que conheço todos, dá para dizer que a portela É uma caixa de fósforos, 20 minutos a andar dentro do aeroporto de gatwick entre desce e sobe, sobe e desce, ate chegar À rua) nota-se logo o traço britânico actual, o cruzar constante de tradição com a modernização, do passado com o contemporâneo.
Londres não era o destino final, assim, os nossos restantes 5 companheiros de viajem (passamos 9) apanharam-nos e lá seguimos nos, em busca da cidade plantada ao lado do rio Mersey.
Liverpool não tem nada haver com Londres, mais pequena, menos universal, e com um sotaque muito carregado, a puxar para um escocês com ruído.
O Aydogan, o meu amigo Inglês que nos guiou e ajudou nesta viajem, alertou-nos que. Em Inglaterra, brinca-se muito com o facto de Liverpool ser das cidades onde o nível de pobreza ser mais elevado, logo ser uma zona onde ocorrem muitos assaltos a viaturas e casas, continuou dizendo, que vimos tantos adeptos do Liverpool na auto estrada, se dever ao facto de que os adeptos dos reds que tem dinheiro para ir ao futebol, não viverem em Liverpool, mas em outras cidades próximas. Não sei ate que ponto será verdade, ou se não será fruto das rivalidades clubisticas, já que o Aydogan é adepto do Arsenal.
Chegar a Anfield é fácil, fácil não foi estacionar a nossa carinha próximo do estádio.
Aproximava-se o verdadeiro momento, pelo qual fizemos esta viajem, ver in louco o Benfica, num dos mais míticos estádios do mundo. E se o estádio não impressiona pela sua estrutura, tipicamente À antiga Inglesa, apesar de ter sido renovado À menos de uma década, 15 minutos antes do jogo se iniciar, começa-se a perceber, rapidamente enche, e religiosamente toda a gente quer estar lá dentro, para o 1 grande momento da noite, 5 minutos antes do jogo começar, altura em que É cantado o pai nosso de Anfield. O You"ll never walk alone! Assim como o Voo da águia Vitoria, começa a ser falado entre os estrangeiros que visitam a luz, ouvir cantar YNWA, a par das vitorias europeias e mundiais do Liverpool, fizeram de Anfield um estádio mítico para os adeptos de futebol.
Fim de jogo, derrota pesada por 4-1, com um sabor estranho, porque os Ingleses não fizeram um grande jogo, altura para mais uma volta rápida pela cidade, e confortar a alma e a barriga, num dos muitos restaurantes Indianos existentes, a comunidade indiana É enorme, na brincadeira, perguntei ao Aydogan, se não deveriam mudar o nome de Great Britain para Great Indian.
Dormir numa "village" próximo de Birmingham e regressar para a Tuga. Muitos Km em poucos dias…..e finalmente dormir


sexta-feira, abril 16, 2010

pais e animais

video

quinta-feira, abril 15, 2010

Thanks...

Obrigado a todos, pelas mensagens escritas, pelos telefonemas, pelos emails, pelas presenças!
como dizia Freddie Mercury..."Show must go on"....

Quanto á viagem a Liverpool....a promessa que o post será escrito e publicado em breve....

terça-feira, abril 13, 2010

R.I.P Bissa (avó velhinha)

O que escrever? Tenho tanto para exprimir, e nem uma palavra consigo pôr no papel.
Por mais que esperes que certas coisas aconteçam, nunca estas preparado.
Obrigado! Parece-me pouco! Desculpa! Não chega!
Obrigado, pela tua pavã sabedoria, pela tua sincera generosidade, pela tua grandiosidade. Obrigado pelo que me deste, me transmitis-te, me ensinas-te, obrigado pelos bons valores que me incutiste!
Fisicamente não estarás mais comigo, para me relembrares, as nossas manhãs de domingo, os nossos passeios antes do almoço, não estarás mais comigo para me perguntar se estou bem. Fisicamente, apenas e só fisicamente...enquanto viver, viverás! Disse-te em viva, mas escrevo-o agora....obrigado bissa, amo-te Jesuína....


Ps: que descanses agora ao lado daquele em quem sempre acreditas-te existir....

Ps2: 92 anos...bonita idade......

quarta-feira, abril 07, 2010

Countdown to Liverpool 5



Quem gosta de futebol sabe, de ouvir falar ou porque já lá esteve, que o ambiente dos estádio Ingleses não tem nada haver com o de outros estádios espalhados por esse mundo fora. Os Britânicos mantém a paixão pelo jogo, pelas suas cores e pelo seu clube, quer ganhem quer percam, quem vai, vai para aplaudir, assobiar só o adversário, mas se ele for melhor naquele jogo, não há pejo nenhum em o reconhecer aplaudindo.
Já estive em alguns estádio Ingleses, poucos, mas nunca nos dois, que mais queria entrar Old Trafford e Alfield Road. Dia 8 dessa lista passará apenas a constar a casa do Manchester United, porque ás 20h desse dia, já terei passado os portões de Shankly Gates, que me guiaram ao interior de Alfield onde ouvirei 42 mil (lotação do estádio é 45.400 lugares e prevêem-se 3 mil Portugueses ) vozes a cantar in louco o
"You'll Never Walk Alone", hino não oficial dos adeptos (e do clube) do Liverpool.

Os sonhos foram sonhados, para se realizar…..até ao meu regresso....


terça-feira, abril 06, 2010

Countdown to Liverpool 4


E hoje é chegado o dia de falar do nosso rival no dia 8, o Liverpool Fc. Os “Reds” como são conhecidos, foram fundados por Jonh Houlding.
Houlding comprou Anfield em 1891, e propos um aumento do aluguer do estádio ao Everton. Mas o Everton, que jogava em Anfield há sete anos se recusou a pagar o aumento do aluguer de Anfield que Houlding queria, então o Everton se mudou para um novo estádio o Goodison Park. Revoltado com a atitude dos dirigentes do Everton, John Houlding fundou o Liverpool Football Club em 15 de Março de 1892 para jogar no Anfield que estava desocupado. O nome original do clube era para ser Everton Football Club, Athletic Grounds, Ltd ou Everton Athletic, mas foi mudado para Liverpool Football Club quando a FA recusou a reconhecer a equipe com o nome de Everton.
O Liverpool é o clube Inglês com mais títulos no curriculum, 5 taças dos Campeões Europeus, 3 taças UEFA, 3 taças dos Vencedores de Taças, 18 vezes campeão Inglês, 7 Taças de Inglaterra, 7 Taças da Liga Inglesa, e 17 Supertaças Inglesas.
Os seus, chama-lhe de “Reds”, e Anfield é o seu canto sagrado, carregam-no de mística e lotam-no em quase todos os jogos.
È sobre Anfield e a sua atmosfera típica dos estádios Ingleses que irei falar no próximo ( será o ultimo antes de partir) post incluído neste “countdown to Liverpool”

segunda-feira, abril 05, 2010

Countdown to Liverpool 3


Hoje quero vos falar do grande rival do Liverpool FC, o Everton FC, perguntar-se vocês porque falar do Everton quando o jogo é com o Liverpool, é que se não fossem os Azuis de Liverpool, não existiriam os Reds contra quem vamos jogar

O Everton foi originalmente fundado com o nome de St. Domingo em 1878, para que os frequentadores da paróquia da Igreja Metodista de São Domingo pudessem praticar uma actividade desportiva durante os meses mais frios (o críquete era o desporto praticado no verão). Um ano mais tarde, o clube foi renomeado Everton F.C., em referência ao distrito próximo de Everton, em Liverpool, o que motivou ainda mais as pessoas da paróquia a participar dos encontros. O clube foi um dos fundadores da Football League, em 1888.
A partida entre Everton e Liverpool é conhecida como o Merseyside derby, e não só é o maior clássico da cidade como também um dos maiores da Inglaterra. O Liverpool foi fundado quatorze anos mais tarde do que o Everton (em 1892), após uma discussão envolvendo o aluguer do estádio Anfield, antiga casa do Everton; desde então, o Everton passou a jogar os seus jogos no estádio Goodison Park.
Os seus adeptos são conhecidos como “The Toffees” ou “The Blues, e contam na sua galeria de troféus com 9 campeonatos nacionais, 5 taças de Inglaterra, 9 supertaças de Inglaterra e 1 Taça dos clubes Vencedores das taças (competição extinta).
Já jogamos contra eles esta época para a mesma competição. Se os resultado final da eliminatória for o mesmo, seria muito bom sinal.

quinta-feira, abril 01, 2010

Countdown to Liverpool 2


Na continuação do Countdown to Liverpool, falo-vos hoje de um dos maiores símbolos, se não o maior símbolo da cidade de Liverpool.
Para isso recorri ao texto publicado nesse mundo cibernautico que é a Wikipédia.
Ps: Dai as expressões do Português do Brasil


“The Beatles foi uma banda de rock britânica, formada em Liverpool em 1960 e um dos atos mais comercialmente bem-sucedidos e aclamados da história da música popular.[1] A partir de 1962, o grupo era formado por John Lennon (guitarra rítmica e vocal), Paul McCartney (baixo e vocal), George Harrison (guitarra solo e vocal) e Ringo Starr (bateria e vocal). Enraizada do skiffle e do rock and roll da década de 1950, a banda veio mais tarde a assumir diversos gêneros que vão do folk rock ao rock psicodélico, muitas vezes incorporando elementos da música clássica e outros em formas inovadoras e criativas. Sua crescente popularidade, que a imprensa britânica chamava de "Beatlemania", fizeram com que eles crescessem em sofisticação. Os Beatles vieram a ser percebidos como a encarnação de ideais progressistas e sua influência se estendeu até as revoluções sociais e culturais da década de 1960.
Com a formação inicial de Lennon, McCartney, Harrison, Stuart Sutcliffe (baixo) e Pete Best (bateria), os Beatles construíram sua reputação nos pubs de Liverpool e Hamburgo durante um período de três anos a partir de 1960. Sutcliffe deixou o grupo em 61, e Best foi substituído por Starr no ano seguinte. Abastecida de equipamentos profissionais moldados por Brian Epstein, que depois se ofereceu para gerenciar a banda, e com seu potencial reforçado pela criatividade do produtor George Martin, os Beatles alcançaram um sucesso imediato no Reino Unido com seu primeiro single "Love Me Do". Ganhando popularidade internacional a partir do ano seguinte, excursionaram extensivamente até 1966, quando retiraram-se para trabalhar em estúdio até sua dissolução definitiva em 1970. Cada músico então seguiu para uma carreira independente. McCartney e Starr continuam ativos; Lennon foi baleado e morto em 1980, e Harrison morreu de câncer em 2001.
Durante seus anos de estúdio, os Beatles produziram o que a crítica considera um dos seus melhores materiais, incluindo o albúm Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1967), amplamente visto como uma obra-prima. Quatro décadas após sua dissolução, a música do grupo continua a ser muito popular. Os Beatles tiveram mais álbuns em número 1 nas paradas britânicas do que qualquer outro ato musical.[2] De acordo com a RIAA, eles venderam mais álbuns nos Estados Unidos do que qualquer outro artista.[3] Em 2008, a Billboard divulgou uma lista dos top-selling de todos os tempos dos artistas Hot 100 para celebrar o cinquentenário das paradas de singles dos EUA, e a banda permaneceu em primeiro lugar.[4] Eles já foram honrados com 7 Grammy Awards,[5] e 15 Ivor Novello Awards da BASCA.[6] Os Beatles foram coletivamente incluídos na compilação da revista Time das 100 pessoas mais importantes e influentes do século 20.[“

In Wikipédia em http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Beatles

Não sei de que clubes seriam ou serão adeptos todos os ex elementos dos “The Beatles”, mas no próximo post irei falar mais pormenorizadamente, sobre os dois maiores clubes da Cidade Everton FC e Liverpool FC.