sexta-feira, maio 28, 2010

Pepsi Mundial 2010

video

Luís Campos e Cunha, ex-Ministro das Finanças


“ Não sei para que é que querem gastar dinheiro no TGV se podem perfeitamente oferecer um Porsche a cada português gastando menos ”.


Há frases fantásticas não há? esta foi muito bem conseguida, sr Ex-ministro. A quem é que posso pedir o meu Porchezinho:

segunda-feira, maio 24, 2010

Rock in Rio, rock in river ou in Bela Vista?




O titulo do post diz tudo acerca da primeira pergunta que coloco, se estamos em Lisboa, porque não utilizar o nome da cidade do lado errado do rio, que como lhe chamamos, (Almada é aquela cidade, qualquer coisa de especial), mas voltando ao tema porque não ser rock in Lisboa? Dos cofres da cidade do Rio de Janeiro não sai certamente 1 cêntimo para pagar despesas de luz ou água dos dias de festival. Os contribuintes e munícipes Lisboetas, mais empresas nacionais (pseudo internacionais) pagam tudo isso, nada vem do Rio, Brasil.
Assim pergunto-me o porque de, em tempo de crise, se promover um festival com a entrada diária de 58€??? 58€? Esta tudo doido? Pergunto eu....não vale pelos concertos, o dinheiro vale variedade de actividades que se podem fazer no recinto, mas recordo-me que a entrada na feira popular era bem mais barata. 1000 escudos? 5€ actuais? Para andar na roda gigante, na montanha russa e afins, não era preciso entrada a 58€ por dia.
Agora, perguntam-me se te queixas tanto porque pagaste?
Ai esta o ponto chave, não paguei e recuso-me a pagar. Amigos, os amigos servem também para isso, e arranjar bilhetes para festivais deste género faz parte, e a malta vai dar uma de pseudo festivaleiro...
Escrevo estas merdas, enquanto oiço o "tio" ou será "avô", Elton Jonh e percebo que o cabrão, até ao vivo tem a voz que ouvimos nos discos, cd e mp3....nada de truques, mais gordo, mas sem truques. E goste-se ou não, o gaijo tem boa voz....sai mais uma imperial para aqui...foda-se são 3€...É a crise......

sexta-feira, maio 14, 2010

um coração, quantos corações?

"As cicatrizes ajudam-me a lembrar que o passado foi real"
Ajudam-me a perceber a guerra que se travou, lembram-me um passado e um presente desigual!
Não sei o que dói mais, se a ausência, se a doentia presença, não sei do que preciso mais. Se de parar e pensar, se de manter a crença.
Sinto-me vazio de mim mesmo,
Cheio de um nada que cresce
Que se alimenta das feridas do passado, que mesmo passado amadurece.
Apagar será a solução?
O baú é suficientemente fundo?
Para mais quando o que se sentiu
Tem o tamanho de um mundo.

"Um dia vais aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas", (W Shakespeare) são momentos! Que se diluem nisso mesmo, no momento. No momento em que quatro lábios de duas bocas, se fundem no acto de beijar, selando aquele contrato momentâneo.

Quantos corações seguem juntos pela eternidade? Quantas almas se tocaram na imperfeição deste mundo imundo, tornando-se, perfeitas, numa só?
Quantas juras de amor eterno foram escritas, no vazio de um pequeno papel, nas paredes deste quarto chamado mundo!?
Tudo acontece ao acaso, ou nada acontece por acaso?
Desordem ou destino, em cada mortal vivencia.
Quantos viveram sempre sós, apesar de acompanhados, quantos nunca se deixaram conhecer, quantos foram apunhalados.
Quantos corações ensinaram os filhos a escolher os amores, quantos corações ensinaram os filhos a ser pais.
Quantos corações foram livres de ódio, de mágoa ou desilusão?
Quantos ficaram livres do escuro do sofrimento, quantos sentiram que não foi em vão....
um coração, quantos corações?

quarta-feira, maio 12, 2010

Daweasel - Benfica

segunda-feira, maio 10, 2010

Guilherme Cabral

Vídeo motivação com o resumo da época e uma mensagem especial exclusiva à equipa do Benfica, visto no balneário 5 minutos antes do jogo Benfica x Olhanense. A Mensagem serviu também para os restantes jogos.
O Benfica é Campeão Nacional 2009/2010 e, muito mais que um vídeo, a sua motivação veio das veias de cada adepto que gritou por nós. BENFICA!


O Campeão voltou


“Sinto-me um jovem um pouco mais experiente. Os 30 anos coincidem com uma boa fase da minha vida profissional. Espero poder festejar em Maio a minha prenda de anos e dedica-lo a todos os benfiquistas que semana apòs semana nos apoiam incondicionalmente.”

Estas foram as palavras de Pablo Aimar, numa entrevista ao jornal A Bola, em Novembro de 2009, por altura do seu aniversário. Guardei-as na esperança de poder dizer obrigado Pablo, obrigado a ti e todos os que directamente contribuíram para o 32º titulo de campeão do Sport Lisboa e Benfica, jogadores, técnicos, roupeiros, médicos, Presidente, Rui Costa, (que tantas vezes me ouviu dizer, "aperta com eles Rui", em jeito de mensagem), todos! Até nós adeptos, principalmente, os do “MEU” Benfica, aqueles que semana após semana seguimos a equipa de estádio em estádio. Sentimos cedo que poderíamos lá chegar; e a equipa foi alimentando mais ainda esse sonho, esse desejo.
Gozemos o momento, mas pensemos já, desde hoje, que mais longo e duro será o caminho para sermos Bi-campeões. Foi assim que conheci o Benfica, foi assim que cresci imaginando o Benfica, sendo um clube ganhador e ambicioso, por isso e para isso, não dá para descansar, nem na vitória….

O Campeão voltou
Moreira (1), Quim (12) Julio César (13), Shaffer (3), Luisão (4), Maxi Pereira (14), Roderick (15), Luis Filipe (22), David Luiz (23), Cesár Peixoto (25), Sidnei (27), Miguel Vitor (28), Jorge Ribeiro (35), Airton (2), Rubem Amorim (5), Javi Garcia (6), Ramires (8), Pablo Aimar (10), Urreta (16), Carlos Martins (17), Fabio Coentrão (18), Di Maria (20), Felipe Menezes (24), Oscar Cardozo (7), Mantorras (9), Keirrison (11), Weldon (19), Nuno Gomes (21), Saviola (30), Kardec (31) e Eder Luis (32).
Treinador: Jorge Jesus
Ps: duas situações deixaram mais tocado e relacionadas com pessoas que já não estão entre nós fisicamente. A 1ª o facto de termos ainda lembrado Féher, todo o pais sabe a história, a 2ª ter tido o chapéu de Jorge Mauricio (Gullit) entre Иós, foi uma forma de também o sentirmos presente, apesar de nunca o esquecermos e relembrar-mos constantemente a sua imporância para os ИИ. Sempre Presentes

sexta-feira, maio 07, 2010

Gladiadores....A sul sauda-vos...

"Mesmo que caiam dez vezes, estarei cá para ajudar a levantar-te, para erguer um monstro que está adormecido á tempo demais!"


50 000

50 000 visitas….???!!
Quando comecei, nunca imaginei chegar a este número, pensei que me cansaria entretanto de o actualizar, que se esgotariam os temas, as vontades.
50 000 visitas, para um espaço pessoal, onde ponho e escrevo o que me apetece e vem á cabeça, onde exponho sentimentos (meus e de outros), que se tornou o espaço de onde emito para o mundo, em especial vocês, aqueles que sei que regularmente o acompanham….
Obrigado...

Parabéns Leonor

Parabéns minha pequena vaidade, mulherzinha dos meus olhos, a que tanto me agarrei…
Tagarela, espertalhona, curiosa, desenvolta, desenrascada…. 4 aninhos…Já ou ainda?!

Simply Red - Everytime We Say Goodbye [Live On Parkinson]

terça-feira, maio 04, 2010

thanks all

obrigado a todos, pelas mensagens (telemovél, hi5 ou Facebook), pelos telefonemas eou pelos emails. é sempre bom sentir-vos por perto. Abraço e beijos....Thanks all

Reunião de equipa sobre homossexualidade....

Durante uma reunião de equipa, em que falamos sobre a homossexualidade feminina foi-nos proposto que escrevesse-mos uma carta de amor, á nossa vontade, sem nenhuma regra estipulada, uma simples carta de amor. Esta foi a carta que escrevi

Amo-te…
Parece uma palavra curta, para tudo o que queria dizer, para tudo o que sinto, desejo e necessito sentir!!!
Não sei bem o que é ao certo o amor, mas se é sentir a tua falta, desejar a tua constante presença e necessitar de te beber, como se agua fosses, então amo-te.
Procuro-te entre a multidão, por vezes parece que vejo o teu vulto por entre as silhuetas, mas logo me apercebo que nenhuma delas, se aproxima da perfeição com que o divino te abençoou.
Amo-te!!!
Parece-te pouco!!???
A mim também!!!
Mas desde cedo, que me ensinaram que esta era a palavra que melhor exprime aquilo que sentimos por alguém!
Digo-te também que sou de poucas palavras, mas a S.S. e a A.B. pediram-me para escrever uma carta de amor….

Na sequencia do mesmo tema debatido em equipa, as dinamizadoras propuseram-nos que escrevêssemos uma carta de amor, para uma pessoa do mesmo sexo. Essa era a única regra.
Este foi o meu resultado:

Descobri o horror da palavra proibição.
Proibir-me de te amar, seca-me, desgasta-me e mata-me.
Gostava de ter coragem de perante ti me assumir, gostava de te dizer que apesar da nossa igualdade, o meu sentimento é de um sentir diferente, mais louco, mais de desejo, mais de amor, não só de amigo, mas de amante!
Escrevo estas linhas falando de mim para ti, mas também de mim para mim, perguntando-me quando vou deixar de me proibir de me proibir de ti…..?